Teste Covid-19

A pandemia da Covid-19 e a movimentação público-privada fez chegar ao Brasil uma série de testes rápidos que podem detectar a presença do vírus e seus anticorpos na população. Entendendo as discussões sobre a retomada das atividades e afrouxamento do isolamento social, listamos uma série de dúvidas sobre as metodologias e possibilidades desses testes.
1Quais são os tipos de testes disponíveis atualmente?
Para testes em massa, as organizações de saúde mundo a fora aprovaram dois tipos de produtos para uso profissional: os sorológicos, que utilizam diferentes métodos para detectar anticorpos por meio de amostras de sangue, soro ou plasma; e os testes moleculares, tal como o RT-PCR, que detectam a presença do antígeno (substância estranha ao organismo responsável pela produção de anticorpos).
2Covid- 19: quais as diferenças entre testes rápidos e o RT-PCR?
Nos testes rápidos, a metodologia é a imunocromatografia, ou seja, a geração de cor a partir de uma reação química entre antígeno (substância estranha ao organismo) e anticorpo (elemento de defesa do organismo). Já no ensaio molecular – RT-PCR, o diagnóstico positivo aponta se a pessoa está contaminada no momento do exame.Ressaltamos que os testes rápidos, como orienta a Anvisa, têm um importante papel no mapeamento do status imunológico de uma população, contribuindo de forma positiva já mitigação do vírus.
3O que significam as siglas IgM e o IgG?
As imunoglobulinas G e M são anticorpos gerados pelo corpo em diferentes etapas da doença. O IgM (imunoglobulina M) é um anticorpo gerado pelo indivíduo que já foi exposto ao vírus e está na fase ativa da doença, havendo a possibilidade de o microrganismo estar circulando nele naquele momento. Ou seja, os testes rápidos detectam a presença de anticorpos na fase inicial de criação da defesa do organismo, quando a pessoa teve contato com o vírus há pouco tempo (IgM); e na segunda fase, em que a pessoa já tem os anticorpos necessários para combater o vírus (IgG).
4Quando realizar os testes?
Entendendo que demora alguns dias até o corpo começar a produzir anticorpos, recomendamos realizar os testes rápidos em indivíduos que tenham tido sintomas há pelo menos oito dias – tempo suficiente para o corpo já ter iniciado o combate ao vírus, produzindo o anticorpo detectável nos testes. Já o RT-PCR deve ser utilizado quando houver sintomas compatíveis ou houver necessidade de confirmação da informação.
5Quando o teste dá falso positivo ou falso negativo?
Do momento de infecção até o corpo inicia começar a combater o vírus, há um período chamado janela imunológica, que pode variar de sete a dez dias, de pessoa para pessoa, após o início da infecção. Quando o teste rápido é feito antes desse período, o resultado poderá ser negativo, mesmo quando a pessoa estiver contaminada, caracterizando o “falso negativo”, que não é, necessariamente, uma falha no produto, mas à não observância da advertência quanto ao período adequado para testagem. Já o resultado do teste positivo indica a presença de anticorpos, não sendo possível definir apenas pelo resultado do teste se há ou não infecção ativa no momento da testagem.
6Observação
Diante disso, é importante respeitar o intervalo entre os sintomas e a testagem e estar atento às informações das instruções de uso, que trazem orientações específicas de cada produto.

Etapas da operação (sangue total)

1 - Primeiramente, retire um cartão de teste, um conta-gotas e o frasco de diluente para fora da caixa.
2 - Prepare um algodão embebido em álcool e uma lanceta que não acompanha o kit.
3 - Massageie suavemente o dedo a ser testado.
4 - Use o algodão embebido em álcool para limpar o dedo.
5 - Com a lanceta, perfure o dedo no ponto de coleta de sangue e pressione até o fim.
6 - Pegue uma pipeta do recipiente.
7 - Aproxime a ponta da pipeta no ponto de coleta e o sangue será coletado automaticamente na pipeta (por capilaridade).
8 - A coleta de sangue total requer que o sangue chegue à segunda escala (20 microlitros).
9 - Conecte a pipeta com a cabeça do conta-gotas e depois aperte-a levemente para transferir o sangue para o espaço A.
10 - Abra a tampa azul do frasco do diluente, adicione duas gotas ao espaço B e recoloque a tampa.
11 - Aguarde as linhas vermelhas aparecerem na janela. O resultado do teste deve ser lido dentro de 10 a 20 minutos.
12 - Colete e descarte todos os resíduos em uma lixeira para lixo contaminante.
× Whatsapp - Somente horário comercial